quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Entrevista com Josy Souza do blog parceiro Estante da Josy


Sterlayni Duarte (Leitura Multifocal): Vamos conhecer um pouco a parceira Josy do blog Estante da Josy e seu Projeto de Doação de Livros. Seja bem-vinda ao blog Leitura Multifocal. Foi um prazer receber o seu contato e apreciar o seu blog. Para começar, conte-nos um pouco sobre você e o seu trabalho com a literatura.
Josy Souza (Estante da Josy): Olá, Sterlayni! O prazer é todo meu! Obrigada! Bom, eu costumo dizer que sou apaixonada por livros desde a barriga da minha mãe e tenho essa teoria porque a minha mãe nunca gostou de ler e até hoje não gosta, mas durante a gestação, ela passou todos os dias lendo tudo que via pela frente. Assim que eu nasci, ela parou de ler. Eu sempre digo a ela que era eu lá dentro da barriga que pedia para ela ler para mim. Quando cresci um pouquinho, com meus 3 anos eu já inventava histórias e dizia que sonhava em ser escritora. Até pouco tempo esse era meu sonho, mas então eu conheci a arte de ter um blog e tive outra visão. O blog foi criado para semear essa paixão que eu tenho pela literatura. O iniciei já com um projeto de doação de livros que continua ativo até hoje com uma frequência mensal. Além disso, publico resenhas, desafios, indicações e várias outras postagens relacionadas a literatura. Decidi me especializar nisso, por isso estou me formando em Jornalismo e atuando na área, cada vez mais focada nesse objetivo.


Sterlayni Duarte (Leitura Multifocal): Como surgiu a ideia para o Projeto de Doação de Livros?
Josy Souza (Estante da Josy): Tudo começou porque eu queria uma estante! Eu pedia todos os dias para meu pai me fazer uma estante, mas ele dizia que eu tinha livros demais, livros que eu nem lia, e que, por isso, eu não merecia. Eu fiz um acordo com ele: se eu doasse uma parte dos meus livros, ele me faria uma estante. Ele concordou, então fui fazer minha parte. Selecionei todos os livros que eu não tinha muito interesse em ler e que, realmente, estavam apenas ocupando espaço. No final, eu tinha retirado uma caixa inteira de livros! Eu não conhecia muitas pessoas interessadas em livros na minha região, por isso decidi anunciar na internet. Reativei meu blog que eu tinha feito há alguns anos mas não usava, e publiquei que estava doando livros e, para reforçar, divulguei em alguns grupos no facebook. Mas confesso que não esperava a repercussão que deu. Meu computador até travou de tantas pessoas interessadas! Na medida do possível, fui atendendo todo mundo, reservando e combinando o pagamento do frete. No final, eu acabei doando tudo. Mas tive uma surpresa: as pessoas que receberam os livros me retribuíram com inúmeras mensagens de carinho e incentivo. Uma em especial foi que me marcou mais: uma garota entrou em contato comigo e pediu para que eu deixasse para ela todos os livros que sobrassem. Então, quando tinha restado mais ou menos uns 25 livros, eu os coloquei em uma caixa, fiz a simulação nos correios e passei o valor para ela. Ela estava muito empolgada, me falou sobre as paixões literárias dela e o quanto ficou feliz com meu anúncio. Depois que ela depositou o frete, eu fiz uma cartinha desejando as felicitações pelo aniversário dela (que estava próximo) e personalizei o envelope com referências a Paula Pimenta, autora preferida dela (e minha também). Enfim, quando ela recebeu a caixa de livros, eu recebi algo melhor: um telefonema da mãe dela me agradecendo imensamente pelo que eu tinha feito, ela me contou que a filha correu diversas vezes pela casa com a caixa nas mãos e que ficou muito emocionada. Jamais vou me esquecer disso! Isso me preencheu de um sentimento tão bom, que eu viciei e quis sentir essa sensação sempre, por isso decidi continuar. Mês a mês eu continuei selecionando livros da minha estante que eu não lia e colocando em uma lista no blog para doar. E até hoje recebo recadinhos me parabenizando e me agradecendo, e isso é meu combustível para não desistir nunca. A ideia de doar para pessoas e não para entidades é que eu acredito que todos têm o direito de ter sua própria biblioteca particular, pois eu sei que esse é o maior sonho de qualquer leitor. Ah, e eu consegui minha estante! (risos)

Sterlayni Duarte (Leitura Multifocal): Que belo e emocionante relato. E como funciona o Projeto?
Josy Souza (Estante da Josy): É simples. Eu anuncio antecipadamente na fanpage do blog a data em que a lista vai ser publicada e peço para os leitores aguardarem. No dia, eu publico no blog (www.estantedajosy.com.br) em forma de uma lista, os livros que tenho disponíveis para doar. A pessoa interessada manda uma mensagem inbox na fanpage com os títulos escolhidos (até dois) e os dados postais. Em seguida, estando disponíveis, eu consulto e passo o valor do frete. O interessado faz o pagamento do frete por depósito ou transferência bancária e me envia o comprovante. Logo depois eu faço os envios e retorno com os códigos de rastreio. Sempre que possível os leitores me enviam fotos dos livros quando chegam, o que faço questão de publicar no blog.

Sterlayni Duarte (Leitura Multifocal): Quantos livros já foram doados pelo Projeto de Doação de Livros?
Josy Souza (Estante da Josy): Muito difícil dizer. Algumas listas contiveram mais livros, outras menos. Em um cálculo meio por cima eu calculo cerca de 500 livros doados no decorrer de mais ou menos 2 anos e meio de doações.

Sterlayni Duarte (Leitura Multifocal): Que maravilha! E que tipos de livros fazem parte do projeto?
Josy Souza (Estante da Josy): A maioria dos gêneros são bem procurados. Já foram doados romances, biografias, espíritas, policiais, infantis, técnicos... Só não faço doação de didáticos por conta do peso. Como são mais pesados, o valor do frete fica mais elevado e acaba não compensando muito.

Sterlayni Duarte (Leitura Multifocal): Hoje, quais são os principais desafios para a realização do Projeto de Doação de Livros?
Josy Souza (Estante da Josy): O envio pelos Correios é um fator complicado, pois eu levo muito tempo lá para que todos os livros sejam selados e etc.. (acho que o pessoal dos Correios me odeiam). E outro problema é que, como eu levei vários anos enxugando minha estante tirando os livros que eu não lia para colocar na doação, acabou que agora é difícil eu encontrar livros na minha estante para doar. Até porquê eu não trabalho mais em uma livraria, como antigamente, que me proporcionava alguns benefícios. Tenho recebido algumas doações de leitores do blog, mas ainda não são tantas e tenho receio de faltar livros em algum mês. Graças a Deus, até o momento estamos firme e forte. Espero que consiga continuar assim!

Sterlayni Duarte (Leitura Multifocal): Para você, de que forma o projeto tem contribuído para a formação de leitores?
Josy Souza (Estante da Josy): Eu vejo isso nas mensagens que eu recebo. Particularmente eu não saberia responder, mas meus leitores me dizem que minhas doações contribuem muito para que eles não percam essa paixão. E há quem me diz também que a minha atitude estimula a praticarem o desapego também e isso é incrível. Percebo que meu objetivo vem sendo alcançado.

Sterlayni Duarte (Leitura Multifocal): Quem pode participar do Projeto de Doação de Livros?
Josy Souza (Estante da Josy): Absolutamente qualquer pessoa. Inclusive responsáveis por projetos de incentivo a leitura e pequenas bibliotecas. E fica aqui o meu convite para todos os leitores! Muito obrigada, Sterlayni, por me ceder esse espaço.

Sterlayni Duarte (Leitura Multifocal): Gostaria de parabenizar você pelo projeto e reforçar que todos aqueles que desejam participar e/ou contribuir com o Projeto de Doação de Livros entre em contato com a Josy por meio de seu blog estantedajosy.com.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Destaque

Facebook